Publicações por Mê: novembro 2017

O que são alimentos com calorias negativas? Eles emagrecem?

Na luta para emagrecer, há quem tenha o vício de contar as calorias dos alimentos antes mesmo de colocá-los no prato. Há também aqueles que esperar por milagres. Em uma busca na internet, nos deparamos com o termo “alimentos com calorias negativas”. Seria o nosso sonho?

A “literatura da internet” explica que esses alimentos são chamados assim, porque o gasto calórico que o corpo teria para digeri-los seria maior do que a própria caloria deles.

Mas nem se anime. As nutricionistas Michelle Rasmussen Martins, do Instituto Geral do Hospital das Clínicas, e Clarissa Fujiwara, do departamento de Nutrição da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), frisam –para nossa tristeza– que não há evidências científicas de que isso realmente aconteça.

Efeito térmico dos alimentos o que existe, atualmente, são estudos sobre o efeito térmico dos alimentos –uma estimativa da caloria gasta para digerir, metabolizar e absorver os macronutrientes por meio do exame de calorimetria. Por exemplo, sabemos que as proteínas gastam mais calorias para serem digeridas do que os carboidratos e as gorduras.

Não há, porém, estudos sobre os efeitos fisiológicos da digestão desses alimentos. “Ia ser difícil conduzir um estudo assim, mas a grande questão é que, independentemente do número de calorias do alimento, a energia gasta para digeri-lo dificilmente excederá 100% da caloria que ele tem”, explica clarissa.

O que é realmente efetivo no emagrecimento? Para emagrecer, vale mais a pena focar em outros dois pilares da queima calórica: o metabolismo basal, quantidade mínima de calorias necessária para manter as funções vitais do organismo em repouso, e na atividade física.

A nutricionista da Abeso explica que depende muito do grau de atividade, mas ela é responsável por aproximadamente 20% do gasto calórica diário.

O processo de digestão, metabolização e absorção dos nutrientes, por sua vez, é responsável por aproximadamente 5 a 10% das calorias diárias. Ou seja, vale mais a pena apostar em alimentos que acelerem o metabolismo e se matricula de vez na academia.

E quais são os alimentos considerados com “calorias negativas” Os alimentos listados como de calorias negativas nas páginas que encontramos, na verdade, têm duas características: pouco carboidrato e muitas fibras e água na composição. Os mais comuns são salsão, pepino, alface, rúcula e repolho.

Clarissa deixa claro que vale a pena apostar nesses alimentos se o objetivo é emagrecer, mas não dá para seguir uma dieta apenas com eles. Michelle concorda. Ela ressalta que é importante, para a saúde, ter uma dieta equilibrada e que a pessoa não passe fome.

https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2017/11/29/alimentos-com-calorias-negativas-realmente-existem.htm