Nos 10 primeiros jogos, Chamusca tem aproveitamento de 63,3% dos pontos

O Ceará terminou o 1º turno da Série B do Campeonato Brasileiro. E muito disso pode ser computado na conta do técnico Marcelo Chamusca. Por isso, após o 10º jogo dele no comando do time alvinegro, o GloboEsporte.com/ce resolveu fazer um comparativo com as 10 primeiras partidas dos outros dois treinadores que passaram pelo clube em 2017: Gilmar Dal Pozzo e Givanildo Oliveira. E, apesar de não ter o melhor aproveitamento, Chamusca conseguiu dar unidade à equipe e levar o Vovô ao G-4 da Segundona.

O primeiro treinador do clube neste ano, Gilmar Dal Pozzo nem conseguiu completar 10 jogos pelo clube. Parou na 1ª fase da Copa do Brasil, quando o Alvinegro de Porangabuçu foi eliminado pelo Boavista, fora de casa. Ao todo, ele fez nove jogos no comando alvinegro em três competições: Campeonato Cearense (sete partidas) e Copa do Brasil e Primeira (uma partida, cada). Ao final de sua passagem, Dal Pozzo somou cinco vitórias, dois empates e duas derrotas, com um aproveitamento de 62,9%. No entanto, a equipe alvinegra era inconstante na maioria dos jogos e mostrou ser pouco decisivo em compromissos mais importantes, como na eliminação da Copa do Brasil e no Clássico-Rei contra o Fortaleza.

Em relação aos outros dois técnicos do Ceará, neste ano, Chamusca não tem o melhor aproveitamento nos 10 primeiros jogos (Foto: Divulgação/Cearasc.com)Em relação aos outros dois técnicos do Ceará, neste ano, Chamusca não tem o melhor aproveitamento nos 10 primeiros jogos (Foto: Divulgação/Cearasc.com)

Em relação aos outros dois técnicos do Ceará, neste ano, Chamusca não tem o melhor aproveitamento nos 10 primeiros jogos (Foto: Divulgação/Cearasc.com)

Com a demissão de Dal Pozzo, Givanildo Oliveira chegou e passou os seus 10 primeiros jogos invicto à frente do Ceará. Foram seis vitórias e quatro empates. As partidas foram pelo Cearense (onde se tornou campeão) e Primeira Liga. Mas se contarmos os outros oito jogos que Giva fez à frente do clube, ele participou da campanha da Série B com três vitórias, dois empates e três derrotas. Na prática, foram 73,3% de aproveitamento nos 10 primeiros compromissos, mas apenas 45,8% na Segundona. E o fato de não conseguir entrar no G-4 e ter uma equipe que oscilava muito fez o treinador cair após uma derrota e um empate seguidos em casa, contra Santa Cruz e Luverdense.

Marcelo Chamusca chegou em seguida. E mudou boa parte das práticas no Vovô. Trocou jogadores, como Magno Alves, que foi parar no banco de reservas. Assim como a aposta em jogadores que, normalmente, não atuariam tanto, como o caso do recém-contratado Lima, que já é titular há dois jogos, barrando um dos ídolos da equipe: Ricardinho. Com isso, Chamusca faz uma campanha, até agora, de seis vitória, um empate e três derrotas – duas delas em casa. No entanto, é possível notar evolução da equipe. Além disso, o Vovô fincou pé no G-4 há duas rodadas e já aparece na 3ª posição, mesma na qual terminou o 1º turno em 2009, quando conseguiu o acesso.

Givanildo Oliveira teve 73,3% de aproveitamento nos 10 primeiros jogos, mas apenas 45,8% em sua participação na Série B (Foto: Christian Alekson / CearaSC.com)Givanildo Oliveira teve 73,3% de aproveitamento nos 10 primeiros jogos, mas apenas 45,8% em sua participação na Série B (Foto: Christian Alekson / CearaSC.com)

Givanildo Oliveira teve 73,3% de aproveitamento nos 10 primeiros jogos, mas apenas 45,8% em sua participação na Série B (Foto: Christian Alekson / CearaSC.com)

– Estou muito feliz com a forma como fui recebido no clube. O trabalho está encaminhado, com a autonomia que me deram para trabalhar no clube e que, todos possam juntos, continuar construindo o grande sonho da torcida, jogadores e de todos, que é o acesso para a Série A – disse Chamusca, em entrevista à Rádio Verdes Mares, ressaltando ainda a união do grupo no vestiário.

Marcelo Chamusca tem, nestes 10 primeiros jogos (todos pela Série B), 63,3% de aproveitamento, número melhor do que o líder América-MG (63,1%), mas inferior às 10 primeiras partidas de Givanildo Oliveira, que tem 73,3%. Contudo, ele deu consistência tática ao time e vem estimulando uma disputa sadia entre os jogadores. A tendência é que, quando chegar aos 18 jogos de Givanildo Oliveira, tenha um aproveitamento maior à frente do Vovô.

Os 63,3% de aproveitamento de Marcelo Chamusca no Ceará deram o G-4 ao time, mais constância tática e disputa sadia entre jogadores (Foto: Divulgação/Cearasc.com)Os 63,3% de aproveitamento de Marcelo Chamusca no Ceará deram o G-4 ao time, mais constância tática e disputa sadia entre jogadores (Foto: Divulgação/Cearasc.com)

Os 63,3% de aproveitamento de Marcelo Chamusca no Ceará deram o G-4 ao time, mais constância tática e disputa sadia entre jogadores (Foto: Divulgação/Cearasc.com)

– Posso escolher os jogadores em cada jogo, isso é um ponto pacífico do meu trabalho. A responsabilidade final é sempre do treinador. No Ceará, não é diferente. A competição interna é que faz com que os jogadores cresçam e se preparem, lembrando que aqueles que vão de suplentes são muito importantes, às vezes muda o jogo. Não só os que começam, mas os que estão fora e brigam pelo espaço. Conseguimos encontrar o encaixe de propor jogo e explorar o erro do adversário, pela Série B, como ela é. Os jogadores assimilaram bem essa proposta, de descer mais a linha, se apequenar para depois se tornar grande durante o jogo.

O próximo compromisso do Ceará será na abertura do 2º turno da Série B, contra o CRB, na Arena Castelão, a partir das 16h30 do sábado (12), pela 20ª rodada.

Técnicos do Ceará em 2017:

Gilmar Dal Pozzo – 9 jogos no comando – 5v; 2e; 2d – 62,9%

 18/1 – Maranguape 0 x 2 Ceará – Cearense
 22/1 – Fortaleza 1 x 0 Ceará – Cearense
 26/1 – América-MG 0 x 0 Ceará – Primeira Liga
 29/1 – Ceará 2 x 1 Guarany de Sobral – Cearense
 1º/2 – Ceará 1 x 0 Tiradentes – Cearense
 4/2 – Ceará 1 x 0 Ferroviário – Cearense
 9/2 – Ceará 2 x 0 Horizonte – Cearense
 12/2 – Itapipoca 1 x 1 Ceará – Cearense
 15/2 – Boavista 1 x 0 Ceará – Copa do Brasil

Givanildo Oliveira – 10 jogos no comando – 6v; 4e; 0d – 73,3%

 22/2 – Ceará 0 x 0 Flamengo – Primeira Liga
 2/3 – Grêmio 1 x 1 Ceará – Primeira Liga
 5/3 – Uniclinic 2 x 2 Ceará – Cearense
 19/3 – Uniclinic 1 x 3 Ceará – Cearense
 25/3 – Ceará 4 x 1 Uniclinic – Cearense
 5/4 – Guarani de Juazeiro 0 x 0 Ceará – Cearense
 16/4 – Ceará 2 x 0 Guarani de Juazeiro – Cearense
 22/4 – Ceará 1 x 0 Guarani de Juazeiro – Cearense
 30/4 – Ferroviário 0 x 1 Ceará – Cearense
10º 3/5 – Ceará 2 x 0 Ferroviário – Cearense

Marcelo Chamusca – 10 jogos no comando – 6v; 1e; 3d – 63,3%

 24/6 – Ceará 3 x 0 Oeste – Série B
 1º/7 – Paraná Clube 1 x 0 Ceará – Série B
 8/7 – Figureirense 0 x 2 Ceará – Série B
 11/7 – Ceará 0 x 2 Internacional – Série B
 15/7 – Ceará 2 x 0 Juventude – Série B
 18/7 – Guarani 2 x 2 Ceará – Série B
 21/7 – Ceará 0 x 1 Goiás – Série B
 28/7 – Paysandu 1 x 2 Ceará – Série B
9º 1º/8 – Ceará 3 x 1 Criciúma – Série B
10º 5/8 – ABC 0 x 1 Ceará – Série B

Fonte: http://globoesporte.globo.com/ce/futebol/times/ceara/noticia/nos-10-primeiros-jogos-chamusca-tem-aproveitamento-de-633-dos-pontos.ghtml

Deixe uma resposta